share on facebook
Ateliê: onde começa e termina a forma?

As formas são tema recorrente na exposição 30 × bienal – Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição, em cartaz até 8 de dezembro. Não é a toa que ganharam um ateliê especial só para elas: o Espaço de Criação das Formas, que fica aberto ao público espontâneo aos sábados.

Triângulos, quadrados, retângulos, hexágonos, pentágonos, círculos. Formas, muitas formas. Formas orgânicas. Formas conhecidas e desconhecidas. Formas espelhadas. Reais e projetadas. São inúmeras as possibilidades de se trabalhar com as formas no ateliê.

“As formas são um tema muito amplo. Trabalhar com as formas geométricas, e com a questão do vazio, por exemplo, é apenas o começo. Para que servem as formas? E o que não tem forma? Como é o jogo de sombra do corpo com as formas? Essas são questões disparadoras para o trabalho do ateliê”, explica a atelierista da 30 × bienal Clara Alves.

Através de recortes de figuras planas e blocos de madeira coloridos, o ateliê também propõe uma investigação do bidimensional e o do tridimensional das formas. “A ideia é deixar o visitante bem solto para explorar às inúmeras possibilidades de se trabalhar com as formas”, completa a atelierista.

“Achei muito legal ir para o ateliê, pois usamos nossa criatividade. Vimos às formas na exposição e agora trabalhamos com elas no ateliê”, disse Ketlin Gabriele, 12 anos, da E.E. Profª Odette Algodoal Lanzara.

O estudante da E.E. Profª Mary Mallet Cyrino Thiago Silva, 13 anos, concorda: “A visita tem uma interação bem legal com o ateliê, rola uma contextualização bem interessante, pois não ficamos meramente na observação. É bem interativo, podemos mexer e criar o que vier a cabeça. Foi desafiador montar uma forma através do espelho, que causa um efeito de desconstrução da forma.”

Ateliê Espaço de Criação das Formas
Quando: aos sábados
Dias: 26 de outubro e 2, 9 e 16 de novembro
Horários: 11h às 14h e das 15h às 18h
Entrada Gratuita

Texto: Vivian Lobato
Fotos: Sattva Horaci