share on facebook
19ª Bienal de São Paulo (1987)

Com o tema Utopia versus realidade, a 19ª Bienal teve no alemão Anselm Kiefer sua grande figura de destaque. Além de uma série de suas telas e esculturas apresentadas, o terceiro andar do pavilhão recebeu a Paleta de asas, escultura enorme e quase assustadora em chumbo. Uma Sala Especial foi dedicada a Marcel Duchamp, congregando 75 gravuras, desenhos e ready-mades. A seleção de brasileiros reuniu Amilcar de Castro, Franz Weissmann, Wesley Duke Lee e Tunga, este último com a gigantesca instalação Enquanto flora a borda... (1987), que escorregava do teto ao piso pelo grande vão central do pavilhão. Amelia Toledo, Iran do Espírito Santo, Angelo Venosa e Luiz Zerbini também estiveram presentes.

“Falou-se em juízo da curadoria antes de pegar esse atalho dos problemas administrativos da Bienal. Este juízo tem limites razoavelmente reduzidos. Um artista importante como Richard Serra não vem à Bienal não porque sua direção e sua curadora não queiram, mas porque não temos cacife, monetário ou cultural, ou os dois, para trazê-lo. Já se teve, é verdade. Mas nas primeiras Bienais a arte, e portanto o seguro das obras que é o que importa, era mais barata. É mesmo louvável que na década de 1980, ajudada, é preciso não esquecer, pela retomada da democracia no país, por um lado, e a maior aceitação da institucionalização da arte pelos artistas no mundo todo, por outro, é louvável que na década de 1980 a Bienal tenha se reerguido. O juízo negativo que aqui se emitiu sobre as concepções da curadoria não é compartilhado, inclusive por parte significativa da imprensa estrangeira. Feitas as contas, o europeu vê aí um sinal de vitalidade. Mas sempre é preciso perguntar se não há de novo aí a típica condescendência cultural europeia, sobretudo a francesa.” – “Amanhã é o último dia para ver a 19ª Bienal de São Paulo”, de Alberto Tassinari, publicado na Folha de S.Paulo em 12 dez. 1987.

Leia o texto na íntegra no catálogo da exposição 30 × Bienal – Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição.